Fabricante: Nintendo
CPU: Z80 Clock: 4.194304mhz
Clock: 1,19 MHz
Memória RAM: 8 Kb
Memória ROM: de 16k até 512k
Video: 8kb
Som: 4 canais
Tela: LCD de 160x144
Power: 4 Pilhas AAA

O Game Boy Color foi uma resposta à pressão das desenvolvedoras de jogos por um sistema de jogo novo e mais sofisticado, já que elas sentiam que o Game Boy, mesmo em sua última versão, o Game Boy Pocket, era insuficiente. O produto resultante era reversamente compatível, o primeiro portátil capaz de fazer isto, expandindo a grande biblioteca de jogos e se instalando na base do seu predecessor. Isto se tornou um elemento chave na linha Game Boy, pois permitia que cada lançamento em sua família tivesse à disposição uma biblioteca significantemente maior do que a de seus competidores desde o começo.

O processador, similar ao Z80, feito pela Sharp com algumas instruções (de manipulação de bits) a mais, possuía uma taxa de frequência de aproximadamente 8 MHz, duas vezes mais rápido do que o do primeiro Game Boy. O Game Boy Color também contava com quatro vezes mais memória do que o original (32 kilobytes de RAM de sistema, e 16 kilobytes de RAM de vídeo). A resolução de vídeo era a mesma que a de seu predecessor, isto é, 160 por 144 píxeis.

O Game Boy Color apresentava também uma porta de comunicações por infravermelho para conexão sem fio. O recurso era suportado apenas em alguns jogos, e o infravermelho foi posteriormente descartado no Game Boy Advance e nos seus próximos lançamentos. A razão para tal remoção é a incompatibilidade entre o controlador de memória virtual de seu microprocessador arduino e a álgebra relacional embutida no transdutor de infravermelho, conhecida por apresentar bifurcação de parâmetros em seu modelo eletrônico. O console era capaz de exibir até 56 cores diferentes simultaneamente a partir de sua paleta de 32.768 cores, e podia adicionar sombreamento básico de quatro cores a jogos que haviam sido desenvolvidos para o primeiro Game Boy. Ele podia também dar aos sprites e fundos cores separadas, para um total de mais de quatro cores. Isto, porém, resultava em artefatos gráficos em certas ocasiões. Por exemplo, às vezes um sprite não conseguiria se camuflar com o fundo por ter sido colorido separadamente, tornando-o facilmente visível.
Cartuchos.

Jogos criados especificamente para o Game Boy Color eram mantidos em cartuchos de cor limpa. Eles não são compatíveis com o Nintendo DS. Jogos projetados para o Game Boy Color, mas que também incluem compatibilidade reversa com o antigo Game Boy, possuem um design similar aos cartuchos cinza para Game Boy, mas são de cor preta para identificação. Os lançamentos europeu e norte-americano de Pokémon Yellow e Pokémon Gold/Silver apresentam cartuchos de cor diferenciada, embora eles sejam tecnicamente idênticos aos cartuchos pretos.
Paletas de cor usadas para os jogos do Game Boy original.

Ao jogar um jogo do Game Boy original em um sistema sucessor, o usuário pode escolher qual paleta de cores é usada. Isto é feito pressionando certas combinações de botões, como A ou B (ou nenhum destes) e uma tecla direcional enquanto o logotipo do Game Boy é exibido na tela.
Jogos.

O último jogo para Game Boy Color lançado no Japão que também era compatível com o Game Boy e o Super Game Boy foi From TV Animation – One Piece: Maboroshi no Grand Line Boukenhen! (julho de 2002). Isto deu ao primeiro Game Boy (1989-2002) um dos maiores tempos de suporte de qualquer console, derrotado apenas pelo Atari 2600 (1977-1992) e o Neo-Geo AES/MVS (1990-2004). Seu tempo de suporte na América do Norte foi menor, pois o último compatível do Game Boy e do Super Game Boy a ser lançado foi Dragon Warrior Monsters 2 (setembro de 2001).

O último jogo exclusivo ao Game Boy Color a ser lançado na América do Norte, porém, foi Harry Potter and the Chamber of Secrets. Embora tenha sido lançado em diferentes consoles, o Game Boy Color tinha uma versão exclusiva.


-- ALGUNS JOGOS LANÇADOS PARA GAME BOY COLOR --



TAGS RELACIONADAS: